Ao utilizar este website está a concordar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa política de privacidade e uso de cookies

OK

Os benefícios do vinho na sexualidade 28 Mar '22

Os benefícios do vinho na sexualidade 

Qualquer apaixonado pelo mundo do vinho não hesitará em dizer que são muitos e óbvios os benefícios do vinho na sexualidade. Vinho e sexo são tão importantes para a nossa felicidade - pensamos nós! - que só isso basta para tornar o vinho um afrodisíaco, desde o primeiro momento. O vinho é seguramente um ótimo início de conversa e um ou dois copos de vinhos melhoram sempre a fluidez de qualquer encontro. Mas haverá provas científicas sobre os benefícios do vinho na sexualidade?

 

O poder afrodisíaco do vinho 

O poder afrodisíaco do vinho tem correlação com as mesmas razões que levam a pensar que o chocolate aumenta a líbido sexual. Foi sugerido a presença de aminas, compostos orgânicos presentes no vinho em muito pequenas quantidades, tornará o vinho um afrodisíaco.

Muitas análises a vinhos tintos indicam que os vinhos com maiores teores de aminas são os produzidos a partir de leveduras naturais, que fazem a chamada fermentação malo-láctica, ou os que envelhecem em barricas e não são afinados ou filtrados. Isto sugere que os vinhos com menor intervenção têm maiores quantidades destas aminas, nomeadamente a tiramina, a spermidina, a putrescina, a seratonina e a histamina, destacando-se esta última por estar correlacionada com o aumento da vontade de ter sexo, bem como com o facto de nos deixar mais alerta e ainda com a perda de peso.

Como não há bela sem senão, estas aminas são estimulantes relacionados também com inflamações e hipertensão, em pessoas sensíveis às mesmas. Ou seja, como em tudo na vida, a moderação é sempre uma boa solução. E se ainda não sabe, fica a saber que uns copos de vinho a mais reduzem as capacidades de boa performance no sexo, o que só reforça a importância de bebermos com moderação.

 

Porque é que o vinho é considerado a bebida mais romântica do mundo 

Na minha opinião, o vinho é a bebida mais romântica no mundo e esteve sempre presente em toda a história do Homem. A capacidade que o vinho tem de, com apenas um copo, melhorar e facilitar de imediato qualquer conversa e assim “ajudar” até os mais inibidos, faz desta bebida a número um do romantismo.

O vinho está tão intrincado na sociedade que, quando queremos impressionar alguém, seja um amigo/a, o parceiro/a ou alguém que ainda não conhecemos, é a bebida que está na primeira escolha. Além de ser um desbloqueador de conversa, apela à partilha, à degustação, ao conhecimento, ao prazer.

Isto está também relacionado com a forma como o Homem sempre cuidou de tudo o que rodeia o vinho e a sociedade atual, que valoriza e respeita o trabalho de quem produz, valorizando toda a história que vem associada a cada garrafa.

 

O vinho tinto e a libido sexual  

O álcool em pequenas quantidades estimula a parte do cérebro que regula funções básicas do corpo humano, como a temperatura do corpo, a fome, os níveis hormonais e, claro, o impulso sexual.

O vinho e a líbido foram, em 2009, motivo de estudo por um grupo de pesquisadores Italianos que, num grupo de 800 mulheres Italianas, tentou correlacionar o vinho tinto com a líbido. E o resultado, embora necessite de maiores pesquisas, clarificou que as mulheres que bebem vinho tinto têm maior desejo sexual do que as mulheres que bebem outro tipo de álcool ou do que aquelas que simplesmente não consomem bebidas alcoólicas.

O champanhe com morangos são um afrodisíaco?

Os morangos são certamente um dos frutos que associamos ao romantismo e que está associado a um aumento da líbido.

Na mitologia grega, Afrodite, a Deusa do Amor, terá deixado cair lágrimas na forma de morangos quando soube da morte do seu amor, Adónis. Com esta carga mitológica, os morangos são um dos melhores afrodisíacos e fazem um casamento perfeito com espumantes que, por sua vez, libertam qualquer tensão ao final do primeiro copo.

 

Vinhos e aromas que excitam as mulheres e os homens

Nos últimos anos têm sido feitos bastantes estudos sobre quais os aromas que ativam a líbido. Ainda está muito por saber, mas é sugerido que muitos dos aromas que nos excitam existem nos vinhos.

Os aromas nos vinhos que podem aumentar a vontade sexual das mulheres parecem ser os aromas almiscarados, terrosos, amadeirados, licorice e a cerejas. Em relação aos homens, os aromas parecem ser a alfazema, caramelo, amanteigado, laranja, licorice, especiado e os abaunilhados.

Visto isto, não posso deixar de propor algumas sugestões de vinhos produzidos pela Casca Wines nos quais podem encontrar alguns destes aromas:

Para as mulheres, sugiro Monte Cascas Grande Reserva Alentejano Tinto, pois tem aromas terrosos e de estágio em madeira ainda com nuances a cerejas bem maduras, ou o Cabo da Roca Reserva Especial Bairrada DOC, que tem nuances almiscaradas, aromas terrosos e a licorice.

Para os homens, sugiro Monte Cascas Reserva Douro Tinto, pois tem aromas a caramelo e baunilha do estágio em madeira, com nuances amanteigadas e especiadas, ou o 1808 Varietal Expression Touriga Nacional, com aromas a flor de laranjeira e alfazema e nuances amanteigadas e a caramelo do estágio em madeira.

Gostava de realçar que tudo isto estará também ligado às nossas memórias olfativas, que nos transportam no tempo e que nos levam para momentos marcantes da nossa vida. Se no seu caso houve uma ocasião em que foi o champanhe com morangos ou o Monte Cascas Single Vineyard Fernão Pires Branco Tejo DOC da Casca Wines que marcou a sua noite de sexo mais louca, serão então esses os aromas que em si mais despertam o desejo sexual.

Deixe-se levar pelo romantismo do vinho, mas sem cair em excessos. Beba com moderação, que a sua vida amorosa agradece.

Hélder Cunha

Hélder Cunha

A minha vida é o vinho

 

Alguma questão ou sugestão de tema?

Por favor, escreva para: blogdoenologo@cascawines.pt